Arquivo da categoria: Sem categoria

Lado obscuro da solidariedade

É fácil ser solidário pelas redes sociais, difícil, porém, é saber se esta solidariedade é verdadeira. As pessoas estão praticamente tornando isso como um meio de ganhar dinheiro indevidamente, aproveitando do desespero e sofrimento de alguns, criam-se ONGs com a finalidade de prestar serviços à sociedade (auxiliar aqueles que precisam), quando na verdade é mais um meio de se beneficiar a si próprio.

Embora, o lado obscuro não é somente essas pessoas vans que se aproveitam pra ganhar algum benefício, tirar o dinheiro para o seu próprio eu, más pode ocasionar brigas, discussões, desavenças, rancores, etc.

Pessoas que por algum acaso, não conseguiu algo, ou por aquelas pessoas que por não ganhar um objeto, ou algo melhor, com uma aparência adequada, se sente excluído, e através disto torna a ficar rancoroso, acaba criando uma briga, que pode chegar até justiça.

Tipo de pessoas assim, por mais que precisam de alguma ajuda, não sabe ao certo, o quão trabalhoso é conseguir cidadãos com coração voltado a servir, ajudar, tanto com quantidades pequenas como grandes, o intuito é ajudar. Mas os necessitados também tem que colaborar conosco.

Lado Obscuro, não é somente ganhar dinheiro com aproveito dos outros, também é necessitados que não sabe compartilhar”.

Vejamos o exemplo:

As vitimas das chuvas no Rio de Janeiro, onde deslizamento de terra causou  cerca de 47 mortes soterrou mais de 200 corpos e deixou centenas de desabrigados, então o estado pronunciou através da mídia que iria disponibilizar uma espécie de aluguel social e quer esse aluguel seria para ajudar aquelas pessoas  que sobreviveram a essa tragédia. O valor estipulado pelo estado era de cerca de R$ 400,00 para um total de 6 mil famílias, esse valor nunca chegou,  para onde foi.

Dizem que a burocracia vem pra ajudar a desenvolver algum tipo de trabalho, porém e infelizmente isso acaba se tornando um meio de desviar verbas, as que serviriam para socorrer todos aqueles cidadãos que realmente precisam.

Anúncios